A Arte de Joby Carter

Imagine viajar o país com sua família em um parque de diversões. Essa se tornou a vida de Joby Carter, signpainter britânico que viaja pela Inglaterra com o Carters Steam Fair, o parque de diversões de sua família.

Hoje ele é um dos maiores nomes em restauração, letreiramento e decoração de parques de diversões vintage. E pra estrear o blog do Pintores, vamos contar uma pouco mais sobre a história do parque viajante e mostrar os letreiramentos vibrantes e nostálgicos de Joby.

O Começo

A história do parque começa em 1977, com o casal John e Anna Carter. Eles eram apaixonados por artigos vintages, promoviam eventos com exposições de carros antigos e eram ávidos colecionadores. Neste ano, ficaram sabendo que o carrossel Steam Galloppers estava à venda e resolveram investir

John e Anna no início do parque. Foto: divulgação.

Depois da compra, começaram a viajar com outros parques, decorando e pintando seu primeiro carrossel. A paixão foi crescendo e em 1978 compraram um Chair-O-Plane, que são tipos aqueles carrosséis com balanços dos parques no Brasil.

O Chair-o-Plane do parque. Foto: Divulgaçao.

Logo depois, adquiriram seu primeiro Steam Yachts , algo como um pequeno barco viking que conhecemos por aqui. Desde então, a coleção foi crescendo até se tornar o Carters Steam Fair. Hoje ele é considerado o maior parque de diversões vintage do mundo, viajando de abril a novembro por Londres e os condados em volta da capital Inglesa.

Atualmente, o filho do casal, Joby Carter e sua mulher Georgina cuidam e viajam com o parque, mas toda a família Carter participa dos processos de manutenção e restauração dos equipamentos. Ter um parque de diversões vintage é algo único, mas requer muito cuidado tanto com segurança, como na decoração e pintura.

Por isso, durante o inverno, todos os equipamentos passam por processos de restauração. O parque inclusive oferece cursos de inverno para quem tem interesse em trabalhar na área ou apenas por curiosidade.

A arte de Joby Carter

Joby Carter era uma criança quando sua paixão pelo sign painting, ou pintura de letras começou. Durante os meses de restauração, convenceu o pintor do parque, Stan Wilkinson a ensinar suas técnicas.

Stan começou sua carreira ainda menino, também sendo ensinado por um mestre em sing painting que aprendeu da mesma forma durante o século XXIX. Para Joby, aprender a pintar com mestres da época vitoriana era uma grande oportunidade que não podia ficar pra trás.

Detalhes da pintura. Foto: Divulgação.

Joby é considerado um dos maiores artistas em decoração e pintura de parques de diversões da atualidade. Durante o inverno, ele dá cursos de letreiramento e decoração com o intuito de passar adiante o seu conhecimento para pessoas que são tão apaixonadas quanto ele.

Divulgação do próximo curso de Joby em janeiro do ano que vem. Foto: Divulgação.

Seus cursos de tornaram super populares, recebendo alunos de todas as partes do mundo. Caso você esteja planejamento uma viagem pra Londres e queira participar de um de seus cursos, saiba mais aqui. E no vídeo abaixo, conheça um pouco dos cursos de Joby.

Quando o inverno termina, Joby sai em viagem com sua família e seu parque de diversões, levando alegria, cores e diversão para as cidades britânicas, além de manter viva a tradição do sign painting e dos parques de diversão viajantes que fazem parte da herança do país.

21st Century Victorian

O pequeno documentário 21st Century Victorian, do diretor Adrian Harrison mostra o cotidiano de Joby com a pintura. Nele você pode ver ele com a mão na massa e conhecer mais sobre sua fascinação pelas letras e cores. Vale a pena conferir!

Para conhecer mais sobre a história do parque, visite o site ou o Instagram. E você também pode acompanhar Joby pelo site ou Instagram. Esperamos que tenham gostado e até a próxima! 😉